Os Mistérios Do Átomo

Welberth Warbler Martins Ferreira




          Sabe-se que os nêutrons possuem cargas eletricamente neutras, enquanto os elétrons possuem cargas negativas e os prótons cargas positivas. Pela lei de Coulomb, corpos de cargas contrárias se atraem e corpos de cargas iguais se repelem. Eis que surge agora a pergunta da questão: como podem os prótons permanecerem coesos no núcleo do átomo mesmo existindo entre eles uma forte força de repulsão ? Para responder a esta pergunta vamos seguir o seguinte raciocínio: um dipólo, é qualquer coisa que tenha dois pólos distintos os quais são denominados de pólo norte e pólo sul. Um bom exemplo de dipólo é o ímã permanente. Pólo é a região de um corpo físico, dotado de campo elétrico e / ou magnético, onde este campo se faz presente de forma mais intensa. No caso do ímã retangular , como mostra a Figura D, os pólos se encontram nas extremidades do ímã.




          Se um ímã for dividido ao meio, surgirão dois novos dipólos. Quanto mais os dipólos forem divididos, mais ímãs permanentes serão criados pelo processo de divisão dos dipólos. Este fenômeno nos leva a acreditar na impossibilidade de se criar um monopólo apartir da divisão de um dipólo, no entanto, ao fazer uma análise mais profunda sobre este tema, todas as vezes em que é feita a divisão do dipólo, é constatado o aparecimento de novos ímãs de tamanhos cada vez mais reduzidos. Quanto maior o número de partes em que o ímã for dividido, menores serão as novas partes dos ímãs as quais irão se transformar em novos dipólos. Após realizar , no ímã, infinitas divisões, suas partes se transformarão em partículas, ou seja, em átomos. Como sempre surge um novo dipólo toda vez que se divide um ímã ao meio, é fácil concluir que a menor parte da matéria é um dipólo. Trocando em miúdos, o átomo nada mais é do que um dipólo, onde o seu núcleo é o pólo positivo e o elétron é o pólo negativo. O dipólo mais simples existente na natureza chama-se átomo de hidrogênio ( ver anexo II ).




          Se o elétron for mandado para o infinito ( se o átomo de hidrogênio for "cortado" como mostra a Figura F), dois monopólos elétricos os quais possuem campos eletromagnéticos serão produzidos: o núcleo do átomo [( próton(s) e nêutron(s) ) - obs.: no caso do hidrogênio é apenas o próton], será o monopólo elétrico cujo campo eletromagnético é positivo e o elétron será o monopólo elétrico cujo campo eletromagnético é negativo.



Próxima Página